sábado, 30 de abril de 2016

Lacuna

Tanto quanto
Quero
Tolerar
O desespero
Serenar meu pensamento
Entender meu novo eu
Tanto
Quero
Tanto
Poder sonhar
O mesmo sonho
Poder sentir
O mesmo abraço
Me organizar
Por este espaço
Em que você existe sim

Por mais que seja
Pra mim não é
Não tem quem diga
Pra mim é não
Não é isso nunca
Jamais pensei
Solto qualquer letra
Não tem palavra que dê conta
Não há pontuação
Essa falta extrema
Essa não resolução
Essa impotência
Essa lacuna

quinta-feira, 14 de abril de 2016

(re)voltar... (re)voltar... (re)voltar...

Não sei bem
Nem sei
Falar
Ousar dizer
É oco
O espaço
O estofo
Que ser algo
Era antes
De ser
O que agora
Era
Com figuração
Eu finjo mudar
Mas não configura
Não me parece que eu saiba o que dizer